Como diminuir as rugas com remédios caseiros

Como diminuir as rugas com remédios caseiros

Para evitar o aparecimento de rugas ou diminuir as já existentes, devemos combinar alguns hábitos saudáveis com a aplicação de diferentes remédios naturais que nos ajudarão a esticar a pele.
Dicas para embelezar suas unhas sem gastar
4 dicas para se vestir para uma festa à noite
5 remédios para o cuidado da boca

15
Compartilhado

À medida que envelhecemos, a pele perde colágeno e elastina; por isso fica cada vez menos flexível e mais enrugada. Se a isso somarmos alguns hábitos cotidianos como, por exemplo, fumar, expor-se ao sol ou franzir o cenho, é mais provável que o rosto deixe de ser jovem. Neste artigo, contaremos como diminuir as rugas com remédios caseiros.

Mude seus hábitos para diminuir as rugas
Além de remédios caseiros e de tratamentos, também é muito importante melhorar alguns hábitos se quisermos ter uma pele mais suave e jovem:

Evitar se expor ao sol
Isso não quer dizer que não podemos “pegar um bronze”, mas que devemos ter cuidado e não passar horas ao sol sem proteger a pele. Os raios UV aceleram o processo de envelhecimento.

Saiba mais: Proteína asiática benefícios

Não fumar
Quando você fuma, a boca realiza um movimento específico… e os arredores dos lábios enrugam! Se multiplicarmos este fato pela quantidade de vezes que isso é repetido, é fácil compreender porque aparecem as “marcas”.

Além disso, os agentes tóxicos que se adicionam ao tabaco, impedem uma boa oxigenação dos tecidos.

Leia também: 8 motivos para parar de fumar agora mesmo

Esfoliar
Esfoliar a pele pode ajudar a diminuir as rugas
Devemos começar com as esfoliações e as limpezas profundas da pele a partir dos 30 anos se não quisermos ter o rosto cheio de rugas quando tivermos 50 ou 60 anos.

Lembre-se de que os resto de maquiagem, o pó, a transpiração, e a sujeira se acumulam e obstruem os poros. Ao eliminar as células mortas, nossa pele estará mais saudável e menos enrugada.

Descansar
Durma 7 horas seguidas todas as noites já que, do contrário, o corpo produzirá mais cortisol. Este hormônio, além de nos deixar em estado de alerta, decompõe as células.

A falta de sono também é culpada pelo aparecimento das olheiras e de impedir que a epiderme se recupere dos danos sofridos ao longo do dia.

Alimentação saudável
Se não quisermos ter rugas na pele, devemos nos alimentar de forma equilibrada. Isso significa deixar de lado as frituras, o café, os doces e as farinhas.

Procure aumentar o consumo de:

Frutas
Verduras
Peixes azuis
Cereais e grãos integrais.
Comer um pouco de chocolate de vez em quando pode te proteger de danos solares.

Remédios caseiros para diminuir as rugas
Como complemento aos bons hábitos para diminuir as rugas, você pode utilizar alguns remédios caseiros que ofereceremos a seguir:

1. Máscara de cenoura
A cenoura contém antioxidantes que previnem o envelhecimento da pele. Pode ser consumida crua em saladas ou sucos, e também ser aplicada no rosto como máscara.

Ingredientes
2 cenouras médias
Uma xícara de água (250 ml)
Modo de preparo
Tire a casca das cenouras e corte-as em rodelas.
Coloque-as no liquidificador e acrescente a água.
Bata bem até formar um creme homogêneo.
Aplique na pele limpa e seca com a ajuda de um algodão.
Deixe agir por 10 minutos e depois enxágue com água morna.
Repita uma ou duas vezes por semana antes de ir dormir.
2. Azeite de oliva
O azeite de oliva pode ajudar a diminuir as rugas
Este ouro em forma de líquido possui muitos benefícios para a pele devido ao seu fornecimento de gorduras essenciais.

Algumas mulheres o utilizam como demaquilante, embora também possa servir para diminuir o ressecamento da pele. Não é recomendável caso você tenha uma pele oleosa.

O que você deve fazer?
Para aproveitar seus benefícios, você só precisa embeber um pouco de algodão com azeite de oliva e passar no rosto depois do banho. Não é preciso enxaguar.
Você também pode utilizar óleo de amêndoas, já que ele possui propriedades hidratantes e nutritivas semelhantes às do azeite.
3. Loção de leite
O leite possui alfa-hidroxiácidos (AHA) que ajudam na eliminação de células mortas, ao mesmo tempo que estimulam a produção de colágeno. Assim, proporcionam à pele mais elasticidade e jovialidade.

O que você deve fazer?
Se quer eliminar as rugas, molhe um pano ou um pouco de algodão em um pouco de leite (frio ou a temperatura ambiente) e aplique no rosto limpo.
Após 10 minutos, enxague com água morna.
4. Aloe vera
O gel de aloe vera possui muitas propriedades e melhora a saúde da pele de forma natural. Não é apenas útil para tratar feridas ou eczemas, mas também para diminuir as rugas.

Isso se deve ao fato de que o aloe vera é um regenerador por excelência.

O que você deve fazer?
Todas as noites, antes de dormir, espalhe um pouco do gel interno de um talo (abra-o pela metade com cuidado) no rosto. Não é preciso enxaguar.
Deixe agir durante toda a noite.
Visite também este artigo: Máscaras de aloe vera para cada tipo de pele

5. Chá de damianaO chá de damiana pode ajudar a diminuir as rugas
É dito que a damiana (Turnera diffusa) é “a fonte da juventude eterna”. Por isso, muitas mulheres consomem infusões feitas com essa planta. Também pode servir como um remédio caseiro externo para atenuar as rugas.

Quando o chá estiver pronto, deixe esfriar e passe no rosto e no pescoço com um algodão.

6. Máscara de clara de ovo
O ovo possui muitos nutrientes e, por isso, está presente em vários produtos de beleza, tanto para a pele como para o cabelo.

Com uma clara de ovo você consegue um “lifting” caseiro em questão de minutos.

Basta aplicá-lo no rosto e deixar agir por 20 minutos. Depois retire com água morna. Logo depois você conseguirá notar a pele mais macia.

Para esfoliar, você pode combinar uma clara de ovo batida com um pouco de aveia para formar uma pasta.
Aplique com movimentos circulares e deixe por 15 minutos.
Enxágue com água morna e em seguida aplique seu creme habitual.

Ressecamento causado pelo envelhecimento

Ressecamento causado pelo envelhecimento

Como identificar o ressecamento provocado pelo envelhecimento
O que torna a pele mais seca com a idade?
Como combater o ressecamento provocado pelo envelhecimento
Produtos relacionados
Algumas vezes os processos de envelhecimento dentro da pele farão com que o próprio tipo de pele mude com o passar do tempo e, com ele, a sua aparência e textura. No caso do ressecamento da pele provocado pelo avanço da idade, isso também inclui o aumento da sensação de ressecamento e estiramento, ocorrendo simultaneamente com o surgimento de linhas finas e rugas. Essas mudanças duplas indicam que a forma como a pele é cuidada precisa ser reavaliada: para mantê-la saudável, com uma sensação confortável e para minimizar os sinais visíveis do envelhecimento.

SINAIS & SINTOMAS
Como identificar o ressecamento provocado pelo envelhecimento
O ressecamento da pele causado pelo envelhecimento é um problema que fica mais visível e pode precisar de maior atenção com o passar do tempo.

Ele pode afetar qualquer um dos quatro principais tipos de pele. Todos os tipos de pele tendem a ficar mais secos com a idade. Apesar de não ser sempre o caso, o aumento do ressecamento é um processo comum do envelhecimento geral da pele.

Pele seca e sensível estão geralmente conectadas e podem ser problemas simultâneos. Conforme o tempo passa, o ressecamento que acompanha a sensibilidade pode piorar e tornar-se um ressecamento provocado pela idade.

Qual a sensação de uma pele ressecada pelo envelhecimento
Com o passar do tempo, a pele pode ficar com uma sensação mais seca e estirada. Além delas, outras características da pele seca envelhecida podem ser:

Aspereza
Rachar, com tendência à formação de fissuras
Formação de calos/descamação
Coceira frequente

Qual o aspecto de uma pele ressecada pelo envelhecimento
Junto com a sensação crescente de ressecamento, minúsculas rachaduras e rugas começam a ficar visíveis na superfície da pele. Elas começam a aprofundar gradualmente com o passar do tempo e a aumentar em número.

Com o passar do tempo a pele perde hidratação.

A textura seca da pele facial pode ficar áspera e talvez até mesmo descamar.
CAUSAS & FATORES DESENCADEADORES
O que torna a pele mais seca com a idade?
O ressecamento provocado pelo envelhecimento é causado por uma combinação de fatores internos e externos que, conforme os anos vão passando, possuem uma influência crescente sobre a pele.

Leia também: pés ressecados

Depois dos 25 anos de idade, o metabolismo da pele desacelera. Pela terceira década de vida, a pele começa a mudar. Esse envelhecimento cronológico é inevitável. É causado principalmente por alterações fisiológicas nas funcionalidades da pele. Nesse caso , ela fica cada vez mais seca e menos elástica, conforme o tempo passa.

A função da barreira da pele fica enfraquecida, contribuindo para a perda de umidade. Como essa função vital está comprometida, agora a pele é menos capaz de proteger-se contra fatores externos, os quais aceleram ainda mais o ressecamento causado pela idade.

O sistema metabólico dentro de cada célula desacelera, a pele perde cada vez mais umidade e torna-se menos elástica seguidas de pele seca no rosto e rugas. É o aparecimento desses dois efeitos na superfície da pele que indicam as evidências do ressecamento provocado pelo envelhecimento.

A predisposição genética e etnia podem afetar a velocidade com que a pele de uma pessoa envelhece e os efeitos do ressecamento provocado pelo envelhecimento tornam-se aparentes.

As primeiras linhas finas e rugas geralmente aparecem ao redor dos olhos.

Os sinais de envelhecimento aparecem com menor gravidade e começam num estágio posterior em peles mais escuras.
Conforme avançamos na vida, as alterações hormonais também impactarão. Com a chegada da menopausa, uma queda nos níveis de estrogênio pode desacelerar a produção das fibras elásticas.

O que acontece nas camadas da pele?

A camada córnea
É constituído por queratinócitos e substâncias bem compactadas que, em conjunto, são conhecidas como fatores de hidratação naturais, ou FHNs. Essas substâncias dão a essa camada a capacidade de conectar-se com a água. Na pele jovem, uma camada córnea eficiente armazena entre 10 a 20% da água do corpo todo.

Conforme a pele envelhece, a camada córnea é afetada por processos desacelerados dentro da pele e por fatores externos que comprometem a sua função como barreira. Ela já não consegue mais segurar a umidade na pele de uma forma tão eficaz. O resultado é o ressacamento e o subsequente aparecimento de rugas.
Camadas dérmicas
A estrutura da pele fica comprometida e rugas mais profundas tornam-se mais aparentes. A elasticidade e densidade da pele ficam reduzidas e ela perde o seu aspecto jovem.
Camadas hipodérmicas
Nessas camadas mais profundas, as células de armazenamento de lipídios ficam menores e em menos quantidade.
Leia mais sobre a estrutura da pele, ou sobre outros sinais visíveis do envelhecimento e as suas causas, como rugas, perda de volume ou perda de densidade e de brilho.

SOLUÇÕES
Como combater o ressecamento provocado pelo envelhecimento
Estabeleça uma boa rotina de cuidados com a pele

Qualquer tipo de pele seca necessita de uma atenciosa rotina de cuidados da pele, para melhorar o seu aspecto e sensação. A pele seca pode reagir de forma muito mais sensível ao sabão e às soluções alcalinas, como as encontradas em diversos agentes de limpeza. Portanto, essa limpeza deve ser realizada usando um produto suave, que não remova em nada a umidade da pele. Procure fórmulas que não possuam fragrâncias e cores, como a linha Eucerin DermatoCLEAN.

Use produtos para a pele que tratem a pele seca.
Ao cuidar da pele, usar produtos de cuidados com a pele, que contenham os seguintes ingredientes ativos, poderá ajudar. Estes são bastante eficazes ao tratar o ressecamento causado pela idade:

Ingredientes ativos

Ureia
A ureia é um dos fatores de hidratação natural, FHNs, naturalmente fabricada pelo corpo. Isso a torna ideal para tratar a pele seca. A ureia é um ingrediente chave em todos os produtos da linha Eucerin Ureia.

Ácido Hialurônico
Também naturalmente presente na pele, o ácido hialurônico possui uma capacidade elevada de fixar-se à água. Ele melhora a regeneração da pele e favorece a distribuição de nutrientes. É a eficiência do ácido hialurônico, em tratar tanto a pele seca como as rugas, que o torna bastante útil no combate ao ressecamento causado pelo envelhecimento.

Esses dois ingredientes ativos em conjunto criam uma solução extremamente eficaz para o ressecamento provocado pela idade.

Ceramida-3
Ela ajuda naturalmente a regenerar a barreira da pele e a reduzir a deficiência de lipídios.

Evitando fatores contribuintes

Assim como com a pele do rosto seca e muito seca, é importante evitar tudo o que resseque ainda mais a pele. Existem também alguns ajustes de estilo de vida que podem ajudar a retardar o aparecimento do ressecamento causado pelo envelhecimento.

Climas extremos devem ser evitados. O ar muito quente, frio ou seco pode afetar o equilíbrio de hidratação da pele.

Existem efeitos, tanto positivos como negativos, da exposição solar. A radiação UV deve ser controlada evitando-se o sol nas horas mais quentes do dia e vestindo camadas de roupas leves para se proteger. Fazer o uso correto de produtos FPS deve ser incluído nessa abordagem. Leia mais sobre como o sol afeta a sua pele.

Recomenda-se usar protetores solares com proteção UV elevada, como o Eucerin Sun FPS 60.

Alimentos ricos em antioxidantes, como frutas e legumes, ajudarão a manter o organismo e a pele revigorados e saudáveis.
Deve-se evitar influências químicas, como produtos de limpeza muito agressivos ou lavar o rosto com água muito quente, pois eles podem fazer com que a pele seque ainda mais. Isso acontece quando os fatores de hidratação naturais, FHNs da pele são removidos , deixando-a vulnerável e propensa à perda de umidade.

A nutrição pode ajudar a retardar o processo. Uma dieta rica em antioxidantes pode minimizar o efeito do estresse oxidativo.

Apoio ao desenvolvimento de uma pele saudável

Apoio ao desenvolvimento de uma pele saudável

Cuidando da pele dos bebês e dos recém-nascidos
A pele delicada dos bebês tem necessidades especiais e precisa de uma camada térmica e protetora, de alta hidratação e de um toque suave. Os pais geralmente não sabem como deve ser dado o primeiro banho no seu bebê ou o como cuidar da sua pele corretamente. Christina Hinderlich, obstetriz da Weleda na Alemanha, dá algumas respostas para as perguntas mais importantes sobre cuidados com a pele dos bebês.

Quais cuidados a pele do recém-nascido precisa logo após o nascimento?
Tente priorizar a qualidade ao invés da quantidade. Um óleo natural de origem vegetal de alta qualidade e um creme para prevenir assaduras são um ótimo começo. Os produtos com Calêndula da Weleda são ótimo porque a Calêndula é uma planta que absorve muita luz solar e calor, contribuindo para o desenvolvimento da pele graças à sua grande força estrutural. Além de te um efeito calmante na pele. O óleo de gergelim orgânico também é uma opção suave para os pequenos. Ele é rico em ácidos graxos poliinsaturados, que ajudam na formação da camada hidrolipídica.

Leia também: Pele saudável como manter

Quando devo começar a dar banho no meu recém-nascido?
Em muitos lugares os bebês não tomam mais banho imediatamente após o nascimento, limpar o sangue e os fluidos com cuidado é suficiente, pois é importante não remover o vérnix, uma substância de cor branca que oferece proteção para a pele do recém nascido. Quando um bebê vem ao mundo, um contato suave com a pele é vital. Nas primeiras horas, desenvolve-se um forte vínculo entre pais e filhos. O bebê deve ser mantido aquecido e em um ambiente calmo. Após a primeira semana de vida os pais se sentem mais confiantes para cuidar do seu bebê e o banho será um momento de relaxamento. O Calêndula Banho Hidratante contém extratos de Calêndula que são excelentes para a pele delicada do bebê.

Baby Body Oil tube in hand
Óleo deve ser usado em recém-nascidos?
Como o recém-nascido geralmente fica com a proteção do vérnix apenas em algumas dobras, e ele é rapidamente absorvido pela pele, um óleo de origem vegetal de alta qualidade pode ajudar no desenvolvimento saudável da pele do bebê. A aplicação cuidadosa de um óleo natural todos os dias pode contribuir para uma barreira epidérmica bem formada. Uma massagem gentil com o Óleo hidratante para bebê de Calêndula também ajuda a equilibrar a temperatura do corpo.

Baby gets tummy massage
De quais cuidados os bebês precisam para a pele seca de seu tronco?
A epiderme, que estava coberta pelo vérnix dentro do útero, normalmente descama por completo nos primeiros 14 dias após o nascimento. Essa descamação é normalmente vista peito e barriga. Para cuidar disso, é recomendável usar um óleo de origem vegetal de alta qualidade.

Exposição ao sol provoca problemas na pele se for excessiva

Exposição ao sol provoca problemas na pele se for excessiva

Apesar de tomar sol ser necessário para o nosso corpo sintetizar vitamina D, a exposição excessiva pode ser muito perigosa e causar desde acne até câncer de pele. Veja, a seguir, quais são os possíveis efeitos da exposição ao sol para a pele e como você pode se prevenir.

Quais são os riscos para a pele da exposição ao sol em excesso?

O sol produz os raios ultravioletas UVA e UVB que, em demasia, causam danos à saúde. Eles penetram profundamente na pele, podem provocar alterações nas células e têm efeito cumulativo. Ou seja, a exposição durante os primeiros 10 a 20 anos de vida aumentam o risco de problemas na pele na fase adulta ou na velhice.

A pele é o maior órgão do corpo humano e o que mais sofre com a exposição ao sol em excesso. Veja quais são os principais problemas na pele que o sol pode causar:

Queimaduras na pele – muita exposição ao sol faz a pele ficar mais seca, enrugada e descasca. Embora pareça ser mais espessa, ela fica enfraquecida e, como resultado, ela se machucará mais facilmente.

Leia também: Problemas de pele tratamento

Envelhecimento precoce da pele – a radiação danifica o DNA das células, aumenta os radicais livres e quebra as fibras elásticas e colágenas. Por isso, a pele fica fotoenvelhecida, ou seja, mais espessa, às vezes amarelada, áspera e manchada, além de ter um maior número de rugas.

Manchas na pele – podem ser escuras ou claras e são uma defesa natural da pele à exposição solar. As manchas escuras podem ser melanoses solares ou manchas senis e surgir em áreas que ficam muito expostas ao sol, tais como: face, mãos, braços, colo e ombros. Já as manchas brancas aparecem quando há ação acumulativa da radiação solar de forma prolongada e repetida ao longo da vida.

Câncer de pele – pode começar como uma mancha ou pinta e a exposição solar excessiva é o principal fator de risco. As pessoas que tomam sol de forma prolongada e frequente tem maior risco de desenvolver a doença, principalmente aquelas de pele, cabelo e olhos claros. No Brasil, o câncer de pele não melanoma é o tipo de câncer mais comum.

Acne solar – atinge principalmente o rosto, o pescoço, os ombros, o tórax e as costas. Ela se manifesta na forma de pequenas bolinhas avermelhadas e duras. É provocada pela mistura da oleosidade maior da pele com sudorese, uso do filtro solar e da própria radiação do sol.

Como prevenir os efeitos da exposição ao sol

Com alguns cuidados simples é possível evitar os riscos de tomar sol em excesso. Veja o que fazer:

Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h;
Cubra áreas expostas com roupas apropriadas: calça e camisa de manga comprida;
Óculos escuros e chapéus de abas largas ajudam a proteger o rosto e o corpo;
Não se esqueça de manter o corpo sempre hidratado, bebendo bastante água;
Use diariamente protetor solar com fator de proteção (FPS) 30 ou superior, mesmo em dias nublados. Aplique o produto 30 minutos antes de tomar sol para que a pele o absorva e reaplique a cada duas horas.

É importante observar as alterações na pele, como mudanças no tamanho e na coloração das pintas e manchas, e consultar o médico para obter diagnóstico e tratamento adequados. Mesmo que muitas das lesões da pele sejam benignas, elas podem atrapalhar a qualidade de vida do paciente.

Consuma 12 alimentos que combatem a flacidez

Consuma 12 alimentos que combatem a flacidez

Para manter a firmeza da pele, laranja, água e frango,são alguns dos alimentos indicados

Pele flácida
Pele flácida
Se tem algo que deixa a mulher constrangida ao deixar as penas de fora é a pele flácida ou com celulite. Comum entre as mulheres, o problema pode desaparecer com ajuda de tratamentos e até uma boa alimentação.

Apesar de ser uma fator genético, a flacidez da pele é principalmente causada pela perda de colágeno e de água, que ocorre com o passar dos anos. As estruturas de colágeno e elastina da pele também envelhecem e, em consequência, não desempenham tão bem sua tarefa de sustentação. Já a flacidez dos músculos pode ser causada por sedentarismo, alimentação inadequada, oscilações bruscas de peso e também pela gravidez.

Confira as opções de alimentos responsáveis pelo tratamento da flacidez.

ARROZ INTEGRAL

Leia também: Flacidez tratamentos

Além de ser super saboroso e amigo da dieta, o arroz integral é rico em fibras e em vitaminas do complexo B, que ajudam a manter a firmeza da pele.

TOMATE
Além de ser rico em vitamina A, que ajuda a síntese de colágeno, o tomate ainda contém licopeno, que dificulta a ação de radicais livres sobre as células.

FRUTAS VERMELHAS
As frutas vermelhas, como amora, morango, mirtilo, framboesa e cereja, são ótimas no combate à flacidez. Além de extremamente saborosas, elas são ricas em antioxidantes, que dificultam a ação dos radicais livres sobre a pele – eles danificam o tecido, prejudicam a elasticidade e causam celulite.

AMÊNDOAS
As amêndoas ajudam bastante no combate à flacidez. Isso porque elas possuem zinco, nutriente essencial para a cicatrização e formação de colágeno.

COUVE
A couve e outras folhas verdes escuras são ricas em antioxidantes, que impedem a ação de radicais livres nas células e evitam o envelhecimento precoce da pele.

ABACATE
Além de delicioso, o abacate ajuda a manter o corpitcho com tudo no lugar. É que essa fruta contém gorduras monoinsaturadas (boas para o organismo), que ajudam a preservar a elasticidade. Mas cuidado, não exagere no consumo! Três colheres de sopa por dia são suficientes.

LARANJA
Rica em vitamina C, a laranja colabora para a formação do colágeno. Se você não gosta muito de consumir a fruta, opte por tomar um belo suco de laranja pela manhã.

FRANGO
Fonte de proteína magra, o frango ajuda bastante na construção e reconstrução de massa muscular, evitando assim a flacidez.

AVEIA
A aveia é fonte de silício, mineral fundamental para a produção de colágeno. Uma boa dia é colocar até 2 colheres de sopa no seu iogurte matinal.

CENOURA
Boa fonte de vitamina A, pois auxilia na produção das fibras de colágeno, a cenoura é muito amiga do corpo durinho. Tente consumir um pouquinho deste quitute em alguma das principais refeições.

BATATA-DOCE
Além de ser um carboidrato de baixo índice glicêmico, a batata-doce possui vitaminas do complexo B, que ajudam a queimar gorduras localizadas. Ou seja, tudo de bom!

ÁGUA
Uma pele hidratada é naturalmente mais firme e tem mais condições de produzir colágeno. Aquela regra básica de beber 2 litros de água por dia é super indicado no combate à flacidez.

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

Máscaras faciais – Que o rosto é uma região extremamente sensível, e que precisa de cuidados especiais, não há dúvidas. Mas e quanto às formas de cuidar dele? Você sabe como pode manter sua pele sempre saudável e hidratada? A máscara facial caseira é uma boa opção e pode ser feita em casa, o que é ideal para quem tem uma rotina agitada e gosta de aproveitar os benefícios dos produtos naturais.

5 receitas de máscaras faciais para fazer em casa!
Continue acompanhando o post e conheça 5 receitas de máscaras faciais para fazer em casa!

1. Máscara de mel, iogurte e limão
Pele oleosa, seca ou mista: não importa! Essa máscara é indicada para todos os tipos de pele e leva os seguintes ingredientes:

3 colheres de mel,
½ xícara de iogurte natural;
5 gotas de limão.
Para preparar, basta misturar todos os ingredientes em um recipiente e aplicar sobre a pele, deixando cerca de 20 minutos.

Leia também: Máscara de pepino fazer

O processo pode ser repetido duas vezes por semana e tem como resultado uma pele mais jovem. Enquanto o mel dá brilho e hidrata, o iogurte remove as células mortas e o limão reduz manchas e cicatrizes, além de uniformizar o tom da pele.

Uma modificação possível nessa receita é a adição de duas colheres de aveia à mistura, fazendo com que ela se torne uma máscara esfoliante, ideal para limpar a pele.

2. Máscara de aveia
A aveia tem propriedades que beneficiam especialmente peles sensíveis e ressecadas, já que hidrata e cria uma barreira de proteção que impede o ressecamento. Para uma máscara de aveia caseira, basta bater no liquidificador meia xícara de aveia e acrescentar mel, leite (ou limão, no caso de peles oleosas) e duas gotas de óleo essencial de gerânio ou de camomila.

Após misturar todos os ingredientes, a aplicação deve ser feita utilizando os dedos, sempre com movimentos circulares. Depois de 15 minutos, deve-se remover a máscara com água morna.

3. Máscara facial caseira de pepino
O pepino é um dos ingredientes mais lembrados quando o assunto é hidratação facial caseira! Em cenas de filmes e novelas, é comum o uso de fatias de pepino na região dos olhos.

Além de amenizar as olheiras, ele é também diurético, ajudando na regeneração celular. Os nutrientes do pepino ajudam na remoção de cravos, na cicatrização e deixam a pele mais firme, relaxada, calma e hidratada. São muitos benefícios em um só ingrediente!

Comece separando duas fatias para colocar na região dos olhos. O restante deve ser descascado e triturado até chegar à consistência de pasta. Feito isso, basta deixar agindo no rosto por 15 minutos e remover com água fria para ter uma pele fresquinha e hidratada!

4. Máscara de rosas para uma pele lisinha
Isso mesmo, rosas! Essa flor tão admirada pela beleza também é repleta de benefícios para o rosto. Basta esmagar cerca de cinco pétalas de rosas fresquinhas até formar uma pasta/liga. Pode deixar agindo no rosto em média 15 minutos, enxaguando logo após com água fria.

5. Máscara estimulante
Estimular a produção de células novas do rosto é tão importante quanto a esfoliação, que retira as células mortas. Sendo assim, após utilizar máscaras esfoliantes é sempre importante uma máscara que desempenhe tal papel.

Felizmente, essa é mais uma máscara que pode ser feita em casa. Para produzi-la será preciso:

1 colher (sopa) de mel;
1 colher (sopa) de água mineral;
1 colher (sopa) de leite ou de iogurte;
Misture todos os ingredientes e aplique no rosto com um algodão, deixando agir por uns 15 minutos. A remoção deve ser feita com água fria!

Optar pela máscara facial caseira é mais que uma forma de aproveitar os benefícios que os ingredientes naturais oferecem: é também um meio de conseguir manter os cuidados da pele mesmo diante de uma rotina agitada. Afinal, muitas vezes, o tempo é curto para procurar estabelecimentos para realizar tais procedimentos.

O que você achou das receitas? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de muitas outras novidades!

A CIÊNCIA EXPLICA: O QUE CAUSA AS OLHEIRAS?

A CIÊNCIA EXPLICA: O QUE CAUSA AS OLHEIRAS?

É difícil conhecermos alguém que nunca teve olheiras. E por mais que elas não deixem um aspecto lá muito agradável no rosto, esses círculos escuros que se formam abaixo dos olhos têm uma explicação científica que vai além das noites mal dormidas, do stress do dia a dia e do cansaço que toma conta de cada um de nós.

Então a pergunta é: você sabe quais são os fenômenos que favorecem o surgimento dessas marcas escuras abaixo ou ao redor dos seus olhos?! Não? Então não deixe de conferir este artigo para entender muito mais sobre as olheiras.

Leia também: clarear olheiras

Pele e vasinhos
A melanose periorbital – que é o nome rebuscado da boa e velha olheira – é, em poucas palavras, o resultado dos vasinhos que se tornam mais visíveis sob a fina pele que temos na região dos olhos. Para se ter uma noção, a pele do contorno dos olhos tem uma média de 0,5 milímetro de espessura, enquanto a pele em outras partes do corpo costuma medir cerca de 2 milímetros.

Para entender mais sobre as olheiras, também precisamos nos lembrar que pessoas de pele clara parecem ter veias azuis porque o tecido subcutâneo e a pele permitem que apenas os comprimentos de onda correspondentes ao azul e ao violeta passem por eles. Já nas pessoas de pele mais escura, as veias podem parecer verdes ou marrons, enquanto em pessoas muito claras – como os albinos – enxergamos uma cor mais próxima à do sangue, que parece púrpura ou vermelho-escuro.

E é exatamente o mesmo fenômeno que acontece na pele que circunda nossos olhos. Os círculos escuros que vemos nada mais são do que o resultado da luz que reflete dos vasos sanguíneos que se encontram logo abaixo da superfície da pele fina e delicada. Esse fenômeno também nos permite entender por que machucados que causam a ruptura de vasos na região dos olhos (os famosos “roxos”) aparecem muito mais do que em outras partes do corpo.

Outras explicações
Além do fato de a pele dos olhos ser mais delicada, não podemos nos esquecer que o processo natural de envelhecimento também faz com que a pele perca sua elasticidade e sua capacidade de autorregeneração – se tornando cada vez mais fina com o passar dos anos. Já notou que os idosos costumam ter olheiras, independente do número de horas que eles durmam por dia?

Ainda, existe uma condição especial conhecida como hiperpigmentação periorbital, que é basicamente a produção de melanina pela pele que fica abaixo dos olhos e resulta em uma coloração mais escura na região. Essa condição costuma ser mais frequente entre pessoas de pele mais escura. De acordo com Pratik B. Sheth, do PDU Governmental Medical College and Hospital, na Índia, essa é uma das reclamações mais frequentes com que os dermatologistas se deparam.

Dito isso, também existem fatores que podem agravar a aparência das olheiras, independentemente da predisposição genética. Um deles é a oxidação do sangue que pode vazar dos vasos sanguíneos da região dos olhos e causar danos, deixando inchaços e uma coloração escura sob os olhos. Apesar de o aspecto não ser dos melhores, o problema costuma ser controlado com tratamentos adequados e, em último caso, pode-se realizar uma cirurgia.

Ah, os inchaços!
Como se as olheiras já não fossem suficientes, existem pessoas que também sofrem com os inchaços e as bolsas sob os olhos. Nos mais jovens, os sintomas costumam aparecer por causa do acúmulo de líquidos sob os olhos, que podem ser causados por doenças, alergias ou pelo consumo excessivo de sal – o que faz com que o corpo retenha mais líquidos do que o normal.

O aumento da pressão na região pode fazer com que os vasos sanguíneos fiquem mais próximos da superfície da pele, tornando, portanto, os círculos escuros mais visíveis. Os inchaços também são uma característica comum do envelhecimento.

Mas, e o cansaço?
Se você chegou até aqui, deve ter percebido que ainda não falamos sobre a relação mais direta que costumamos fazer com as olheiras: a fadiga ao fim de um dia difícil ou o cansaço que não passa depois de uma noite mal dormida.

Embora esses dois fatores não sejam as principais causas das olheiras, eles podem contribuir para que elas apareçam. Isso porque, quando o corpo está cansado, a produção de cortisol – um hormônio presente no organismo – aumenta consideravelmente para ajudar a manter os níveis de energia necessários para que você consiga chegar até o fim do dia.

Entre várias outras coisas, o cortisol age aumentando o volume do sangue no organismo, e isso faz com que os vasos sanguíneos do corpo todo aumentem para acomodá-lo. Como vimos anteriormente, esse tipo de reação faz com que os vasos se tornem mais visíveis e, por consequência, as olheiras logo surgem sob os olhos.

Colágeno Hidrolisado com vitamina

O colágeno Hidrolisado com a vitamina C é uma fórmula mágica na aparência da pele, uma vez que ajuda a fornecer aminoácidos fundamentais para manter a estrutura da pele. Previne as rugas, linhas de expressões e a flacidez da pele, e ainda cuida da saúde dos ossos e das articulações.

“Apresenta em sua fórmula colágeno hidrolisado com vitamina C, que contêm uma série de fragmentos de proteínas, que quando ingeridos são parcialmente digeridos e absorvidos, fornecendo aminoácidos fundamentais. A vitamina C age potencializando a ação do colágeno, uma vez que é um nutriente importante na sintese do colágeno pelo organismo…” Farmacêutica Neila Mara de Oliveira.

Ver descrição completa
Colágeno Hidrolisado com vitamina C – 30 cápsulas Descrição
Faça uma pergunta
2 Avaliações
Descrição do Produto
COLÁGENO HIDROLISADO COM VITAMINA C
O colágeno hidrolisado em associação com a vitamina C possui uma ação potencialiada na produção do colágeno pelo organismo e na sustentação da pele! Você vai amar os resultados! Conheça os benefícios:

O colágeno hidrolisado é um peptídeo de colágeno do tipo 1 presente na pele e ossos, que se destaca por ser um produto bioativo natural com alto grau de pureza e mais de 97% de proteínas (com base um pó seco), que possuem excelente absorção no organismo humano.
A suplementação de colágeno é a chave para uma pele bonita, uma vez que mantém a elasticidade e flexibilidade da derme, prevenindo as rugas e linhas de expressões. Cuida ainda da saúde dos ossos, cartilagens e das articulações, prevenindo a osteoartrose, dores e osteopenia.
Além disso, beneficia os praticantes de exercícios físicos, por ajudar na nutrição, fornecer os aminoácidos específicos do metabolismo e ajudar a manter a saciedade.

A Vitamina C ou ácido ascórbico é um excelente suplemento para a saúde presente em frutas cítricas e verduras, que age protegendo o organismo de doenças e toxinas. Se destaca por cuidar da pele uma vez que, possui ação antioxidante que ajuda a combater os radicais livres, prevenindo o envelhecimento, e ainda atua potencializando a produção do colágeno, que proporciona sustentação á pele.

INDICAÇÕES E BENEFÍCIOS:
Mantém a elasticidade e flexibilidade da pele (Indicação principal);
Previne rugas e linhas de expressões;
Cuida dos ossos, cartilagens e das articulações;
Fornece nutrição ao organismo.
NA MÍDIA
Colágeno: por que o suplemento é bom para a saúde e ajuda no esporte

Leia também: Fascia preço

Vitamina C reforça o sistema imunológico

DEPOIMENTO FARMACÊUTICO
“Apresenta em sua fórmula colágeno hidrolisado em pó, que contêm uma série de fragmentos de proteínas, que quando ingeridos são parcialmente digeridos e absorvidos, fornecendo aminoácidos fundamentais para a manutenção da saúde e da beleza, tem a função de dar sustentação às células, mantendo-as unidas, sendo o principal componente proteico de órgãos como a pele, ossos, cartilagens. A vitamina C age potencializando a ação do colágeno, uma vez que é um nutriente importante na síntese do colágeno pelo organismo.” Farmacêutica Neila Mara de Oliveira.

Leia também: Skin renov funciona

COMPOSIÇÃO
Colágeno hidrolisado 500 mg – vitamina c 300 mg – 60 cápsulas que equivale a 30 doses

MODO DE USAR
Tomar 02 cápsulas (01 dose) ao dia ou conforme a orientação de um profissional habilitado.

DÚVIDAS FREQUENTES
Qual o melhor colágeno?
Atualmente no mercado existem várias representações do colágeno, porém recomendamos o colágeno hidrolisado da Farmácia Eficácia. Respondendo também as buscas pelos termos similares melhor colageno hidrolisado e melhor colágeno.

O colágeno pode ser vendido com a vitamina C?
Sim, em associação com a vitamina C o colágeno possui uma ação potencializada. Respondendo também as buscas pelos termos similares colageno hidrolisado com vitamina c, colageno com vitamina c e colageno e vitamina c.

Onde comprar colágeno?
A farmácia Eficácia traz o colágeno em várias versões em um preço acessível, além de serem produtos manipulados com matérias primas de qualidade. Respondendo também as buscas pelos termos similares comprar colágeno, colageno comprar, onde comprar colágeno, colageno onde comprar, onde encontrar colágeno e onde encontrar colageno hidrolisado.

ATENÇÃO
A administração de colágeno hdrolisado em pó não é recomendada para pessoas portadoras de doenças renais e hepáticas como níveis elevados de ácido úrico, pois o excesso de colágeno é excretado na forma de ureia.
Efeitos Adversos: Doses elevadas podem causar diarreia, rubor facial, dor de cabeça, disúria, náusea, vômito, cólicas estomacais. Ingestão crônica de doses muito altas pode causar dependência.
Precauções: Doses altas podem causar anemia, aumentar a absorção de ferro nos pacientes com anemia sideroblástica, hemocromatose ou talassemia.
Megadoses podem produzir crise de anemia falciforme. Megadoses por administração parenteral causam grave dano renal e oxalose metastática com arritmias cardíacas. Não administrar doses altas durante a gravidez.
Interações: Pode interferir com a interação álcool, aumenta os níveis plasmáticos de etinilestradiol.
Pode intensificar a toxicidade do ferro tecidual quando tomado com deferoxamina. Barbitúricos, primidona ou salicilatos podem aumentar sua excreção urinária.

ORIENTAÇÕES GERAIS
Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
Imagens meramente ilustrativas.
Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou no período de amamentação sem orientação médica.
Embora não existam contra-indicações relativas a faixas etárias, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta
Siga corretamente o modo de usar
A resposta varia de pessoa para pessoa e deve-se levar em consideração ás suas condições fisiológicas e o fundo genético
“Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
As Referências Bibliográficas se encontram em nosso departamento técnico farmacêutico, baseadas nas literaturas e materiais de nossos fornecedores.

Colágeno: para que serve, benefícios e como consumir

O colágeno em pó ou hidrolisado deixa a pele mais resistente e também mantém as unhas, ossos, dentes e cabelos saudáveis

Aproximadamente um terço da proteína de nosso corpo é colágeno. Ele tem uma função estrutural que protege outros tecidos menos resistentes e permite a sua conexão com o esqueleto ósseo. Vamos esclarecer tudo o que você precisa saber sobre essa proteína ótima para saúde.

Leia também: Skin renov funciona

O que é?
O colágeno é uma proteína composta por 3.000 aminoácidos dispostos em três correntes moleculares entrelaçadas, formando uma espécie de hélice tripla flexível e robusta. Ele tem inúmeros atributos: deixa a pele resistente e elástica, reforça tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos e sustenta os órgãos internos. Ossos e dentes são feitos pela adição de minerais à matriz de colágeno, e 75% da pele é colágeno.

Tipos de colágeno
Mais de 20 tipos de colágeno são encontrados no corpo, de acordo com um artigo publicado na revista científica Advanced Drug Delivery Reviews. A estrutura e a função do colágeno são determinadas pela sequência dos aminoácidos. Em alguns tecidos, como órgãos, o colágeno pode ter a forma de um gel. Em outros, como os tendões, o colágeno vem como fibras apertadas para fornecer a resistência.

Fonte de colágeno
O colágeno é um produto de origem animal, e é basicamente extraído da pele, cartilagens e tendões de aves, suínos e bovinos. Há um processo de agregação de água ao colágeno animal, chamado de hidrólise, obtendo-se assim o colágeno hidrolisado, em forma de pó branco.

Leia também: Nutren Beauty

Benefícios do colágeno
O colágeno atua no fortalecimento de unhas frágeis e promove maior resistência, espessura, crescimento e brilho aos cabelos. A pele adquire mais tônus, hidratação, e pode haver uma redução da flacidez cutânea. O colágeno hidrolisado desempenha um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose, e tem sido utilizado para minimizar a ocorrência de lesões na terceira idade, pois mantém o tecido articular mais hidratado e elástico. Ele também é utilizado para prevenir lesões em atletas. Diversos estudos realizados na Europa e nos Estados Unidos atestam esses benefícios.

Saiba mais: Oito cuidados contra o envelhecimento da pele dos 40 aos 50 anos
Quando a produção de colágeno diminui?
A partir dos 25 anos, a produção de colágeno começa a diminuir (perdemos cerca 1% ao ano). “As linhas de expressão começam a aparecer, resultando em uma pele mais frágil e menos elástica, ou seja, flácida”, explica a nutróloga Paula Guidi.

De acordo com a especialista, outro ponto importante é que as mulheres produzem menos colágeno do que os homens. Estudos comprovam que no período da menopausa a velocidade de perda dessa proteína é aumentada, chegando a atingir 30% nos primeiros cinco anos.

Colágeno comestível
O colágeno hidrolisado é composto por 90% de proteína, 2% de sais minerais, e 8% de água. Sua classificação é descrita como uma proteína comestível e seus principais aminoácidos são prolina e lisina, responsáveis pela síntese de colágeno endógeno com a ajuda de alguns cofatores, citados abaixo.

Ele é isento de gordura, colesterol e carboidratos. Além de tudo, é uma proteína de fácil digestão e assimilação devido ao processo de hidrólise, com inúmeras indicações tanto na área de saúde como nos cuidados com a beleza da pele, cabelos e unhas.

Como consumir colágeno hidrolisado
A dose recomendada é de dez a vinte gramas diárias (1 a 2 colheres de sopa) de colágeno hidrolisado diluído em meio copo de suco, leite ou iogurte. A nutróloga Tamara recomenda o colágeno em pó puro, sem a adição de corante e adoçante. Uma forma muito prática é a apresentação em balas tipo goma, que contêm colágeno associado ao óleo de coco, garantindo um benefício duplo.

“Os primeiros efeitos podem ser notados após dois a três meses de consumo diário”, explica. O colágeno hidrolisado é um alimento e não há nenhuma restrição ou contraindicação, nem limite de tempo para o seu uso.

O corpo produz colágeno
Existem nutrientes que ajudam o corpo a sintetizar e a preservar o colágeno por diversos caminhos metabólicos, agindo como cofatores. Para isso é preciso consumir alimentos ricos em lisina, ômega 3, vitamina A, enxofre, licopeno e vitamina C.

A lisina está presente em laticínios, carnes, aves, peixes e frutos do mar, ovos, lentilha, tofu, quinoa e semente de abóbora. Pescados fornecem o ômega 3, que reduz a degradação de colágeno, e neste grupo também entram chia, linhaça, nozes, castanhas e abacate. Fontes de enxofre incluem alho, cebola, azeitonas, couve-de-bruxelas, ovos, pepino e aipo.

Dessa forma, a vitamina A trabalha em conjunto com o enxofre para produzir novas fibras de colágeno e elastina, e está presente em frutas e vegetais de cor verde, vermelha, laranja e amarela, como cenoura, batata doce, melão, manga etc.

O licopeno inibe a colagenase, uma enzima que destrói o colágeno, e se concentra no tomate, melancia, goiaba, acerola, pimentão vermelho e beterraba. Para finalizar, não pode faltar vitamina C, que se junta à lisina e prolina para formar os blocos de colágeno no corpo, abundante em frutas cítricas, vegetais folhosos de cor verde escura, pimenta vermelha, pimentão, goiaba, acerola, açaí e kiwi.

Saiba mais: Vale a pena usar a suplementação de colágeno?
Vegetarianos, lisina e colágeno
Como o colágeno está presente em produtos de origem animal, os vegetarianos precisam ser bem cuidadosos na hora de montar o prato para não ter deficiência desta proteína essencial à saúde.

Os precursores de colágeno citados acima não podem faltar, e a maior dificuldade reside na obtenção de lisina, pois a prolina é sintetizada pelo corpo a partir de outros aminoácidos. Os ovolactovegetarianos não têm problema para obter lisina, pois ovos e laticínios são excelentes fontes do aminoácido.

A nutróloga Tamara Mazaracki listou algumas opções para os veganos, como:

Seitan (bife de glúten de trigo)
Proteína de soja (leite, tofu e carne de soja)
Ervilha
Lentilha
Feijões
Levedo de cerveja
Oleaginosas
Manteiga de amendoim
Neste caso, é importante consultar um especialista para saber a quantidade indicada de cada alimento para obter níveis adequados de lisina.

Suplemento alimentar
Por ser uma proteína de fácil digestão e assimilação, o colágeno é um suplemento alimentar com inúmeras indicações na área de saúde. Com o passar dos anos ocorre uma redução gradual de colágeno nos tecidos corporais, e ele também sofre em qualidade, tornando-se menos elástico e hidratado.

O colágeno suplementar é usado para prevenir a degradação do colágeno corporal, ajudando assim a manter pele, tendões, ossos e ligamentos mais saudáveis. “Estudos comprovam que usar diariamente o colágeno como suplemento nutricional pode melhorar, de forma significativa, diversos fatores na saúde interna e externa de quem usa”, afirma a dermatologista Gladys Mattei.

CHÁ DE BABOSA: DESCUBRA OS INCRÍVEIS BENEFÍCIOS PARA SUA SAÚDE

O chá de babosa é um grande aliado da saúde: descubra os benefícios que ele tem para o seu organismo!

A babosa é uma linda planta medicinal muito utilizada como decoração nas casas. Também conhecida como aloé vera, essa planta tem diversas propriedades medicinais incríveis para a saúde. Seu uso mais comum é em cremes, para tratamento da pele e cabelo. O que muita gente ainda não sabe é que o chá de babosa também é incrível para a saúde. Descubra mais sobre os benefícios que esse chá tem para o seu organismo!

Foto: Shutterstock
Babosa: planta para fazer o chá

Benefícios do chá de babosa
O chá de babosa é feito com a seiva, que é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais ou pode ser obtida diretamente da planta. Entre as diversas propriedades que ele possui, destacam-se algumas bem importantes. Veja a seguir!

Combate a inflamações
A babosa possui propriedades anti-inflamatórias e analgésicas. É um importante aliado para o alívio de dores musculares e tendinites.

Leia também: Babosa para o cabelo

Foto: Shutterstock
Seiva de babosa para fazer o chá

Controle da diabetes e pressão arterial
O chá de babosa ajuda a regular o nível de açúcar no sangue, devido à sua ação antioxidante. Consumi-lo com regularidade ajuda a regularizar a absorção de insulina pelo organismo, importante para o controle da diabetes. Além disso, a alta concentração de vitamina C auxilia na dilatação dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação do sangue, fortalecendo as veias e artérias.

Sistema imunológico
O chá de babosa também atua fortalecendo o sistema imunológico. Por causa de suas propriedades imunoestimulantes, as células de defesa do corpo (macrófagos) são estimuladas ativamente, intensificando o combate de vírus e bactérias.

Controle do colesterol e prevenção de câncer
Quando ingerido regularmente, o chá ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. Além disso, as suas propriedades antioxidantes são importantes para controlar os radicais livres.